Sobre nós

Injesul uma história de conquistas e inovações

A Injesul nasceu para ser grande, pois nasceu da determinação de um Engenheiro, que viu na empresa da família a oportunidade de desenvolver produtos para as indústrias de laticínios, muito presentes no Sul de Minas Gerais.

O ano era 1983 e Ricardo Vieira da Cruz, recém-formado em Engenharia Mecânica, volta de São Paulo para Lambari, no Sul de Minas Gerais, e é convidado pelo pai Sylvio José da Cruz a trabalhar na empresa que era sócio, da qual o tio também fazia parte. Era uma indústria fabricante de latões para leite, em alumínio e estanho, que gerava uma quantidade significativa de sucatas.

Ao perceber que tal material não tinha destino certo, Ricardo teve a ideia de usá-lo para fazer moldes para produção de formas de queijos, voltadas para o mercado lácteo. Chamou então seu irmão Cid Vieira da Cruz, que trabalhava em São Paulo (SP), para a empreitada, compraram a matéria-prima e iniciaram a produção.

Em meados de 1985, Ricardo deu seu primeiro passo rumo à independência: adquiriu os moldes da fábrica do pai e do tio e passou a produzir em um pequeno galpão. A partir desse momento, o inox começou a fazer parte do projeto. Nascia a Metalcruz, em 14 de junho de 1985.

Em 1992, Ricardo Cruz e seu irmão Cid, que na época fazia parte da sociedade da Metalcruz, resolveram encerrar o negócio. Os moldes ficaram com Ricardo e foram melhorados. Nesse ponto Ricardo soube que uma empresa em Três Corações havia adquirido uma máquina injetora e foi buscar uma parceria para continuar a injetar as formas plásticas. Chegou a ser convidado para fazer parte da sociedade, mas Ricardo queria mais e optou por voltar para a cidade onde sua história de empreendedorismo nasceu. Assim, partiu para uma nova parceria com o amigo Aldir Moreira Franco, adquiriram a primeira injetora, e a Metalcruz passou a se chamar Injesul.

A Injesul começou a se destacar no mercado e investiu em mais uma máquina, uma vez que houve um aumento da demanda. No final de 1999, a empresa tomou um novo formato, pois Aldir vendeu sua parte para Edson Monti Bacha, que junto trouxe o cunhado Rui Bacha para fazer parte da equipe, como gestor Comercial.

Deste momento em diante, a empresa deu uma guinada, uma vez que Rui era muito conhecedor do mercado de lácteos, além do novo organograma, que ficou muito bem planejado, pois a empresa passou a ter três sócios: Edson, que geria o administrativo; Rui, com a gestão comercial e Ricardo, como gestor industrial.

Anos depois, em 2003, a empresa se tornou o maior fornecedor do Brasil de equipamentos plásticos para laticínios.

No ano de 2008, a Injesul lança o inédito tanque de resfriamento de leite, apresentando como diferencial o corpo externo feito em polietileno. Edson decidiu deixar a sociedade e vendeu o restante de suas cotas para Ricardo, que passou a ter 89% da empresa. Logo em seguida, em março de 2009, foi a vez de Rui vender sua parte, quando Maria Lúcia Noronha Cruz, esposa de Ricardo, passou a fazer parte da sociedade.

Com o novo formato de sociedade, no qual a empresa assumiu o papel de empresa familiar, outro sonho passou a ser realidade: o galpão industrial, que fez parte do início da história do empreendedor, foi a leilão e Ricardo se viu diante da possibilidade de arrematar o bem, que já havia sido da sua família. Assim, nesta mesma época, o galpão no qual a Injesul está instalada foi adquirido.

Em 2010, adquiriu uma das maiores máquinas de sopro do Sul de Minas, e, mais uma vez, inovou o processo de fabricação, o que resultou na otimização da qualidade, agilidade e entrega dos produtos, peças e componentes.

Em reconhecimento ao trabalho voltado à valorização do ser humano e a melhoria contínua, parte da cultura da empresa, a Injesul conquistou o 1º lugar estadual na categoria “Sócio Ambiental” (2010) e 1º lugar nacional na categoria “Educação e Desenvolvimento” (2012), no Prêmio SESI de qualidade no Trabalho.

Novo formato, novo galpão e nova equipe: Ricardo e Lucia trazem os filhos Ricardinho e Rodrigo para fazer parte do time. Mudanças nos processos de fabricação são implementadas, novos mercados são conquistados, novos produtos são criados e, em consequência de todas essas melhorias, em 2013 a Injesul conquista a Certificação ISO 9001, para todos os seus processos de Plástico.

Sempre com o anseio de ser líder de mercado e inovar, a Injesul iniciou o fornecimento de peças plásticas e conjuntos para as multinacionais italiana Magneti Marelli e holandesa Philips.

No ano de 2014, de posse de importante certificação de qualidade, a empresa contribui para a Copa do Mundo Fifa, fabricando cadeiras para algumas Arenas.

Em 2016, Ricardo Mantelatto Gonçalves, consultor experiente, foi convidado para fazer parte da equipe e passou a cuidar da gestão geral da empresa, coordenando todas as ações que mantêm a Injesul no posto de empresa pioneira e inovadora.

 
Sobre a loja

A Injesul nasceu para ser grande, pois nasceu da determinação de um Engenheiro, que viu na empresa da família a oportunidade de desenvolver produtos para as indústrias de laticínios, muito presentes no Sul de Minas Gerais..

Selos

Injesul Plásticos Ind e Com LTDA - CNPJ: 21.063.839/0001-49 © Todos os direitos reservados. 2021

Formas de Pagamento